Altar menstrual: Como acessar seu lado mais sensível e seus poderes oraculares

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Meu primeiro post aqui no GWS foi sobre como alinhar seu ciclo menstrual com a lua e montar o seu diário da lua vermelha e como prometido no primeiro post, chegou o momento de se aprofundar mais nessa história e na sua conexão com a lua e com seu corpo. A Lua é o astro regente dos ciclos da água e da vida.  As marés, a seiva das plantas, o eletromagnetismo terrestre, os partos, são todos regidos por ela. É ela quem guarda os mistérios do inconsciente. Desde a antiguidade a lua foi relacionada ao feminino e suas propriedades foram atribuídas à diferentes Deusas, representantes dos três arquétipos lunares, a donzela, a mãe e a anciã, todas parte integrante do ciclo de vida, crescimento e morte, e todas partes de nós mesmas.

Captura de Tela 2017-04-19 às 11.32.32 PM

Ilustração: misangry

Desde o período Paleolítico já foram encontrados traços de culto à Deusa, como a Vênus de Hohle Fels, com 35000-40000 anos de idade. Sabe-se também que os primeiros calendários feitos pela humanidade eram baseados nos ciclos lunares e pinturas rupestres que relacionavam as fases da Lua e as atividades humanas. Ciclos da natureza já foram encontradas em diversos lugares. E assim como é um conhecimento antigo e comum entre as parteiras que a lua rege os nascimentos, os povos antigos conheciam a íntima relação entre a Lua e as mulheres, representando esses mistérios em suas Deusas e práticas ritualísticas. Mulheres de diversas tribos se reuniam nas chamadas “Tendas Vermelhas” em seu tempo de lua para acessar seu lado mais sensível e seus poderes oraculares, muitas vezes saindo de lá com previsões e aconselhamentos para a tribo. No post de hoje vamos aprender a criar a nossa própria tenda vermelha.

A Menstruação pode ser um período emocionalmente conturbado, pois é a fase de nosso ciclo onde estamos na nossa sombra, nosso arquétipo minguante e negro, encarando o inconsciente, mais abertas e sensíveis energeticamente e com a intuição mais afiada. O aspecto da Deusa associado a esse período é a Anciã, ou a Mãe Negra, adorada e ao mesmo tempo temida, a sábia bruxa, senhora do ciclo de vidamortevida. É hora de encarar de frente tudo aquilo que nos recusamos a ver sobre nós mesmas e sobre a realidade que nos cerca, por isso o corpo dói, as emoções parecem furiosas e incontroláveis. É preciso parar de negar e soterrar dentro de nós tudo aquilo que consideramos desagradáveis, para que então possamos lidar com isso de frente, despertando a força da donzela guerreira. Mas antes é preciso deixar morrer, é preciso sentir com intensidade e plenitude tudo aquilo que está sendo colocado diante de nós.

A morte e a vida já foram indissociáveis, e é necessário aceitar o fim de certas coisas, para que então novas possibilidades se estabeleçam. É necessário podar uma planta para que ela cresça forte e dê seus melhores frutos, assim como é necessário se despedir de velhas realidades que não nos servem mais, afim de alcançar aquilo que realmente desejamos, por mais doído que isso seja, e esse processo é vivido inconscientemente durante a menstruação, por isso, conectar-se com esse período ameniza seus sintomas destrutivos. O corpo fala, mas quando não escutamos, o corpo grita.

A menstruação traz a limpeza desses aspectos, mas também traz a vida, e é esse o seu grande poder curador. Ao contrário do que nos fazem acreditar ao longo da vida, o sangue menstrual não é um sangue residual e sujo, e foi constatada recentemente a presença de células tronco nesse fluido. É um sangue biologicamente e energeticamente extremamente rico, e é daí que surgiu o antigo costume de se devolver o sangue para a Terra, colocando-os nas plantas ou sangrando diretamente sobre o solo. E por levar a vida a menstruação também cura, cura as mágoas e as feridas, leva embora angústias, traços de personalidade que não mais nos ajudam e traumas. O útero é o centro de poder feminino, e mesmo naquelas mulheres que nasceram sem útero ou que precisaram tê-lo retirado, seu poder vibra e permanece. Guardamos e acumulamos tudo em seu interior, e durante esse período deixamos que isso flua e seja absorvido pela Terra, com seu enorme poder de cura e transmutação, transformando tudo aquilo que agora se despede de você, em nova vida que flui em seu universo interior e exterior. Na morte mora a vida, e a vida, inerentemente, leva à morte, e esse é só um dos muitos mistérios da Deusa, da lua e seu.

Para se conectar mais profundamente com essa fase você pode montar um altar menstrual. Um altar é um pequeno espaço sagrado reservado e montado de acordo com uma função estabelecida, neste caso, o vínculo com seu sangue lunar. Ele funciona como um ancorador das energias que nele são colocadas, emanando aquilo para você. Ao montar um altar menstrual, intensifica-se conexão estabelecida com os mistérios do profundo feminino e do sangue.

Para montar o seu altar menstrual  você vai precisar de:

  • Incenso (incensos relacionados a energias femininas como o gêranio, jasmim, ou rosas são os ideais)
  • Vela vermelha
  • Terra, plantas, cristais ou sal grosso
  • Água ou vinho
  • Jarro menstrual (recipiente com tampa, geralmente feito de cerâmica, que armazena uma mistura de água e sangue menstrual)
  • Enfeites, imagens e o que mais você quiser

O tempo dedicado ao seu altar é um tempo dedicado a você mesma, então desligue o seu celular, feche a porta, e sinta-se relaxada e a vontade, se quiser, coloque músicas que te lembrem esse momento de conexão com seu feminino ancestral e sábio, e purifique a si e ao local com um incenso ou defumação. Quando sentir que está calma e conectada o suficiente, comece a arrumar o lugar escolhido, colocando uma toalha ou pano para forrar e dispondo os elementos da forma que lhe agradar. Você pode colocar elementos que remetam à Deusa, como imagens ou objetos, cristais vermelhos como a jaspe, de forma que aquele espaço se torne a sua conexão com si mesma e o poder que em ti reside. Quando quiser se conectar com essa energia, basta acender a vela e o incenso, e meditar.

Quer saber mais sobre magia e  a influência e presença da natureza na nossas vidas? Vou ministrar um curso no Espaço Criativo GWS em breve! Para se inscrever: Introdução a Magia, com Fernanda “Surati”

— ♥ —

assinatura_2017_surati

1 Comentários

Tags: